Arquivo para outubro, 2010

Luís Fernando Veríssimo

Posted in Humor on 21/10/2010 by Natalie

Minha mulher e eu temos o segredo para fazer um casamento durar:
Duas vezes por semana, vamos a um ótimo restaurante, com uma comida gostosa, uma boa bebida e um bom companheirismo. Ela vai às terças-feiras e eu, às quintas.
Nós também dormimos em camas separadas: a dela é em Fortaleza e a minha, em SP.
Eu levo minha mulher a todos os lugares, mas ela sempre acha o caminho de volta.
Perguntei a ela onde ela gostaria de ir no nosso aniversário de casamento, “em algum lugar que eu não tenha ido há muito tempo!” ela disse. Então, sugeri a cozinha.
Nós sempre andamos de mãos dadas…
Se eu soltar, ela vai às compras!
Ela tem um liquidificador, uma torradeira e uma máquina de fazer pão, tudo elétrico.
Então, ela disse: “nós temos muitos aparelhos, mas não temos lugar pra sentar”.
Daí, comprei pra ela uma cadeira elétrica.
Lembrem-se: o casamento é a causa número 1 para o divórcio. Estatisticamente, 100 % dos divórcios começam com o casamento. Eu me casei com a “senhora certa”.
Só não sabia que o primeiro nome dela era “sempre”.
Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la.
Mas, tenho que admitir: a nossa última briga foi culpa minha.
Ela perguntou: “O que tem na TV?”
E eu disse: “Poeira”.

Luís Fernando Veríssimo

Anúncios

AMIGOS (Vinicius de Moraes)

Posted in Meu querido diário on 19/10/2010 by Natalie

 

18/10/10 – Eu e Léck, encontro breve… caminhada agradável…. bom bate papo… companherismo… cumplicidade… amor…. amizade…

Ter um melhor amigo, não tem preço.

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles. A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor. Eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências … A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar. Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários. De como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente construí, e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida. Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer … Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos! A gente não faz amigos, reconhece-os.

Free Hugs

Posted in Meu querido diário on 13/10/2010 by Natalie

Domingo foi dia de abraços grátis!

Do It – Lenine

Posted in Música on 08/10/2010 by Natalie

Ok, eu gosta de todas as músicas do Lenine, mas certamente essa é um hino a vida q não podemos deixar de ouvir e sentir vontade de agir conforme a letra sugere.

ÓTIMA, pra cantar bem alto até ficar rouca… TENTE!

Tá cansada, senta
Se acredita, tenta
Se tá frio, esquenta
Se tá fora, entra
Se pediu, agüenta
Se pediu, agüenta…

Se sujou, cai fora
Se dá pé, namora
Tá doendo, chora
Tá caindo, escora
Não tá bom, melhora
Não tá bom, melhora…

Se aperta, grite
Se tá chato, agite
Se não tem, credite
Se foi falta, apite
Se não é, imite…

Se é do mato, amanse
Trabalhou, descanse
Se tem festa, dance
Se tá longe, alcance
Use sua chance
Use sua chance…

Hê Hô, Hum! Nanananã!
Hê Hô, Hum! Nanananã!
Hê Hô, Hum! Nanananã!
Hê Hô!, Hum!…

Se tá puto, quebre
Ta feliz, requebre
Se venceu, celebre
Se tá velho, alquebre
Corra atrás da lebre
Corra atrás da lebre…

Se perdeu, procure
Se é seu, segure
Se tá mal, se cure
Se é verdade, jure
Quer saber, apure
Quer saber, apure…

Se sobrou, congele
Se não vai, cancele
Se é inocente, apele
Escravo, se rebele
Nunca se atropele…

Se escreveu, remeta
Engrossou, se meta
E quer dever, prometa
Prá moldar, derreta
Não se submeta
Não se submeta…

Hê Hô, Hum! Nanananã!
Hê Hô, Hum! Nanananã!
Hê Hô, Hum! Nanananã!
Hê Hô! Hum!…(2x)

Free Hugs (Abraços Grátis) – 10/10/10

Posted in Meu querido diário on 06/10/2010 by Natalie

Free Hugs – Dia das Crianças
Posted by ZeEuMesmo 
 

 
Dia das crianças é sempre alegria, não é?

Pra deixar as crianças da CARE Associação – Carminha ainda mais felizes, vamos realiza mais um Free Hugs (Abraço Grátis) na Avenida Paulista ao 12:30 hs no dia 10/10.

Para que as crianças recebam presentes na festa delas do dia 16/10 vamos arrecadas a maior quantidade possível de brinquedos para a Instituição Care buscar no dia do evento (10/10) lá na Paulista!

A Care Associação disponibilizou um veículo para retirada dos brinquedos!

“Espera aí! Mas quem pode participar do Free Hugs?”
Resposta:  Todos! Basta ir com sua plaquinha escrito Abraços Grátis e muita disposição para abraçar!

“E se eu não tiver plaquinha? Nem camiseta?”
Resposta: Vamos mesmo assim e traga um brinquedo em boas condições ou novo pra colaborar com a Associação Care!

O trajeto será o mesmo de sempre:

1 – Encontro na Av. Paulista no vão do MASP ás 12:30 hs;
2 – Saimos abraçando pela Av. Paulista a partir das 13:30 hs;
3 –  Descemos a Av. Brigadeiro até “um certo mercado” onde descansamos e comemos alguma coisa;
4 – Continuamos pela Av. Brigadeiro até o Parque do Ibirapuera;
5 – Continuamos abraçando no Parque do Ibirapuera, pois já somos conhecidos pelos seguranças, que permitem o evento.

Neste dia, no Parque do Ibirapuera estarão acontecendo vários eventos para as crianças, por causa do Dia das Crianças, mas infelizmente não há divulgação dos eventos internos do parque.

Espero que todos estejam no espírito de dia das crianças, além do feriado prolongado é claro, mas vamos ajudar as crianças e abraçar “pra valer”!

Abraço a todos!