Arquivo para fevereiro, 2009

Ensaio Sobre a Cegueira (Brasil/Canadá/Japão – 2008 – Drama)

Posted in Filmes on 25/02/2009 by Natalie

ensaio-sobre-a-cegueira04Título Original: Blindness
Direção: Fernando Meirelles
Roteiro: Don McKellar, baseado em livro de José Saramago
Elenco: Mark Ruffalo (Médico), Julianne Moore (Esposa do médico), Alice Braga (Garota com óculos escuros), Danny Glover (Homem com venda preta no olho / Narrador), Gael García Bernal (Rei de Ward 3), Sandra Oh (Ministra da Saúde)

Sinopse: Uma inédita e inexplicável epidemia de cegueira atinge uma cidade. Chamada de “cegueira branca”, já que as pessoas atingidas apenas passam a ver uma superfície leitosa, a doença surge inicialmente em um homem no trânsito e, pouco a pouco, se espalha pelo país. À medida que os afetados são colocados em quarentena e os serviços oferecidos pelo Estado começam a falhar as pessoas passam a lutar por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários. Nesta situação a única pessoa que ainda consegue enxergar é a mulher de um médico (Julianne Moore), que juntamente com um grupo de internos tenta encontrar a humanidade perdida.
******* Ontem em casa vi sozinha o filme ‘Ensaio Sobre a Cegueira’. Confesso que não consegui encarar a principio algumas cenas. Algumas vezes me surpreendi avançando um pouquinho o filme para uma cema menos angustiante. Descobri, que isso aconteceu em diversos lugares por onde o filme passou. O próprio Fernando Meirelles disse que viu numa sessão mais de 50 pessoas se levantarem e irem embora. Principalmente nos momentos (dois) que as mulheres são submetidas a fazerem sexo por comida.

O filme de fato tem vários momentos fortes e repugnantes. Assistir ‘Ensaio Sobre a Cegueira’ é antes de mais nada passar por uma incrível experiência. Angustiante sim com certeza, mas enriquecedora. Goste você ou não do filme tenha certeza de uma coisa: ele ficará com você. Te incomodará. Ele te fará refletir sobre a condição humana. Sobre o que somos. Pois a cegueira é apenas uma metáfora para que possamos refletir sobre nos mesmos.

É por isso que não existe explicação para o porque da epidemia. Não existe causa e conseqüentemente não existe cura. É por isso também que os personagens não possuem nomes. A doença tornou-os “iguais”. Não há ricos nem pobres, negros ou brancos. Apenas cegos. A cegueira faz aflorar nas pessoas o verdadeiro interior de cada envolvido. Tanto para o bem como para o mal como iremos testemunhar com o coração na mão e um tremendo mal estar na alma.
Definitivamente não é para todos os gostos. É um filme difícil que dividiu a imprensa. Sinceramente não consigo entender o porque que grande parte da crítica não gostou do filme. O engraçado é que aquilo que eles mais elogiaram (a fotografia) eu não achei tudo isso. Prefiro mil vezes mais a direção de arte. Que trabalho fascinante! De forma inacreditável até eles transformaram São Paulo numa cidade fantasma deserta entregue a desordem e ao lixo.

O elenco é bom. Mas não apostaria numa indicação pra nenhum deles. Nem pra Julianne Moore que é quem mais teria chances. Na verdade não acredito em indicações ao filme. Por mais qualidade técnica que ele tenha (e tem). José Saramago (o autor da obra em que o filme é baseado) foi convidado à première de ‘Ensaio Sobre a Cegueira’ em Cannes, mas seus médicos o proibiram de viajar. Desta forma o diretor Fernando Meirelles foi até Lisboa para lhe mostrar o filme. atgaaacef3xvhg1xoufowr7vrydbpvcrq4hkzkb_r44svzbxl9ro-dcxokpniauyalgc3ieqmac-cl7lkl8xts10zyu3ajtu9vcev0yuklxlk9trp0iw0tq1f3whwq

Anúncios